Releases

Exercício físico e perda de peso reduzem riscos de câncer de mama (3)

Novo estudo americano confirma que o sedentarismo pode influenciar no crescimento de tumor

No dia 8 de abril é celebrado o Dia Mundial de Luta contra o Câncer e a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) aproveita a data para reforçar a importância da prática de atividades físicas regulares, independente de peso e idade, para a prevenção do câncer de mama. Um novo estudo realizado por cientistas da Universidade de Duke, nos Estados Unidos, confirmou que os exercícios retardam o crescimento de tumores. Os pesquisadores explicam que os movimentos corporais provocam melhorias significativas na quantidade e funcionalidade dos vasos sanguíneos ao redor de tumores, assim como ativa o fluxo de oxigênio e, consequentemente, o retardo do avanço do câncer.

Para o presidente da SBM, Ruffo de Freitas Júnior, a prática de exercícios físicos, principalmente a caminhada, é importante para qualquer mulher, especialmente no período pós-menopausa, além de ser uma atividade fácil e não ter custo. “A incidência do câncer está ligada ao sedentarismo. Exercício físico e perda de peso são fundamentais para a saúde da mulher”, afirma ele, acrescentando que os mastologistas sempre recomendam mudanças na dieta para reduzir o colesterol e auxiliar na prevenção de células cancerígenas.

Quanto maior o peso e idade, mais chances a mulher tem de desenvolver câncer nas mamas, principalmente após a menopausa, pois um dos principais hormônios produzidos pelo tecido gorduroso é o estrógeno. “Nessa fase da vida, a menopausa contribui para a produção excessiva desse hormônio. Se a mulher for obesa, o risco do tumor é muito maior, pois quanto maior o número de gordura, maior o volume de hormônio feminino, que serve como ‘combustível’ para as células cancerígenas”, explica. O mastologista recomenda que as mulheres devem manter o IMC (índice de massa corporal) abaixo de 25.