Notícias - Ano 2015

Remédio não testado em humanos é autorizado pela Justiça

A droga fosfoetanolamina foi liberada pelo Supremo Tribunal Federal para pacientes de câncer. A decisão assinada pelo ministro Edson Fachin permite a utilização do medicamento mesmo sem ter sido aprovada em humanos e obriga a Universidade de São Paulo (USP), que está realizando as pesquisas com a droga, a distribuir a substância a centenas de pessoas que já vinham movendo ações para isso.

 O advogado Dennis Cincinatus entrou com um pedido no STF para a utilização da droga para sua mãe,  Alcilena Cincinatus, de 68 anos, que tem tumores no fígado e no pâncreas, em fase terminal, porém não esperava que essa decisão fosse receber diversas críticas de especialistas da área da saúde, que afirmam ser  irresponsabilidade autorizar acesso público a uma droga que tiveram as qualidades anticancerosas da substância testadas só em animais.

Em nota, a USP informa que a substância não foi estudada para este fim, por isso não são conhecidos os efeitos da droga para o tratamento do câncer. E a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informa que não há sequer pedido de teste e que, portanto, seria impossível garantir sua segurança.

Contato

Endereço:
Praça Floriano, 55/801, Centro Rio de Janeiro, RJ - CEP: 20031-050
Telefone:
(21) 2220-7111
E-mail:
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

AVISO IMPORTANTE
O conteúdo deste site tem o intuito de apenas informar aqueles que têm dúvidas genéricas sobre o câncer de mama. Para a análise de um caso clínico particular, como tratamento, prognóstico e outras dúvidas deve ser consultado um médico especialista.